• Dra. Carolina Resende

Conheça a Videolaparoscopia

Atualizado: 14 de Ago de 2018

Quando se tem indicação de realizar #cirurgia, deve-se sempre pensar sobre vias minimamente invasivas, isto é, menores incisões que possibilitem uma recuperação pós operatória mais rápida e menos dolorosa, com menor risco de infecção e sangramento no intra-operatório, além de melhor resultado estético.

Fazem parte das cirurgias minimamente invasivas a #videolaparoscopia, ou apenas #laparoscopia, a histeroscopia e as cirurgias vaginais. A videolaparoscopia é o acesso à cavidade abdominal por meio de uma ótica conectada a uma câmara que projeta a imagem num monitor. Esta ótica normalmente é introduzida através da cicatriz umbilical, em incisão de aproximadamente 1 cm e outras 2 ou 3 incisões, também pequenas, entre 0,5 a 1 cm são realizadas, por onde entram as pinças operatórias.

Videolaparoscopia Ginecológica

Este tipo de cirurgia amplia a imagem em até 20 vezes e permite a visão de locais mais difíceis de serem acessados pela via tradicional. Assim, para cirurgias mais delicadas, como a cirurgia de #endometriose, além das vantagens citadas acima, essa via é a de preferência por favorecer um tratamento mais completo da doença.

Em ginecologia quase todas as cirurgias podem ser feitas por laparoscopia, além da endometriose, a #histerectomia (retirada do útero), a #miomectomia (retirada de miomas), a #ooforoplastia e a #ooforectomia (cirurgias nos ovários), a gestação #ectópica, e alguns casos de câncer ginecológico.

Antes de operar, converse com seu ginecologista sobre a possibilidade de realizar pela via laparoscópica, a recuperação é menos dolorosa e mais rápida do que a via tradicional, com cicatrizes menores, o resultado estético também é melhor.

laparoscopia endometriose

Posts recentes

Ver tudo

© 2018 Dra Carolina Resende - Todos os direitos reservados