• Dra. Carolina Resende

Reconheça o Especialista

Atualizado: 14 de Ago de 2018

Para ser médico é necessário prestar #vestibular em #medicina, passar, cursar 6 anos de #faculdade e se formar. Só assim o profissional terá direito ao registro profissional pelo Conselho Regional de Medicina, o #CRM, que é específico para cada Estado brasileiro. Depois disso, para ser um #especialista, é necessário prestar uma nova prova para a #residência #médica, na área que pretende se especializar, e cursar mais alguns anos, que dependem da área escolhida, no caso de #ginecologia e #obstetrícia, são mais 3 anos. Então, apesar de já ser um especialista, para ser reconhecido como tal, é necessário prestar mais um prova, o #título em Ginecologia e Obstetrícia (TEGO), regulamentada pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Depois disso, é possível que o profissional queira se especializar dentro de alguma área de #atuação, por exemplo, #Endoscopia #Ginecológica (#laparoscopia e #histeroscopia), Ultrassom, ou outra. Para isso, é necessário estudar e praticar por mais alguns anos, normalmente no mínimo um ano, e prestar a prova de título para a área de atuação desejada. Ou seja, para ser um especialista, são necessários pelo menos uns 10 anos de estudo na área médica e ser aprovado em média em 4 provas. Claro que os estudos não se encerram aí, Medicina é uma área que está em constante modernização, um bom médico precisa estudar sempre para se manter atualizado.

Na página do CREMESP (https://www.cremesp.org.br/) é possível verificar se o seu médico está registrado no Estado de São Paulo e, caso ele tenha especialidade registrada no conselho, aparecerá o número de registro também (RQE).

No exemplo da foto abaixo é possível verificar o CRM e os registros de especialista em Ginecologia e Obstetrícia e em Endoscopia Ginecológica:

Ginecologista em Alphaville

Posts recentes

Ver tudo