• Dra. Carolina Resende

Como Prevenir a Cistite


#Cistite é a infeção da #bexiga, ou também infecção do trato urinário baixo. Aparece mais nas mulheres do que nos homens e mais da metade das mulheres vão apresentar pelo menos 1 episódio durante toda a vida. Se não tratada, uma pequena porcentagem pode evoluir para uma forma mais grave de infecção urinária e atingir os rins, denominada pielonefrite.

Algumas #mulheres são mais susceptíveis à cistite do que outras e desenvolvem a infecção 3 vezes ou mais ao ano, definindo a  #infecção #urinária de repetição. Nesses casos podem ser indicados tratamentos preventivos com antibióticos por tempo prolongado,  uso de  vacina para o sistema urinário e ingestão de #cramberry.

Devido à proximidade entre a uretra e o ânus, as bactérias que causam a cistite na maioria das vezes são as mesmas presentes no intestino. Por isso, algumas mulheres tem cistite após relações sexuais, o que antigamente se chamava de cistite da lua de mel. Urinar logo após as relações sexuais pode ajudar a prevenir a infecção nesses casos.

Além disso, há algumas fases da vida em que a mulher está mais propensa às infecções urinárias. Na menopausa, por exemplo, a infecção pode ser recorrente devido à atrofia da mucosa  e alteração do pH nos genitais, muitas vezes, com o uso de terapia hormonal local ou sistêmica há remissão das infecções. Durante a gestação, quando a imunidade é mais baixa, também pode aumentar a incidência das infecções.

Para quem tem cistite de repetição é recomendada a ingestão de pelo menos 2 litros de água ou sucos naturais diariamente, urinar a cada 3 ou 4 horas, preferir roupas íntimas claras e de algodão e evitar roupas de banho molhadas por muito tempo e é importante regularizar a função intestinal. Além disso, o consumo do suco ou da cápsula de cramberry 2 vezes ao dia também é eficaz para a prevenção. Essa fruta já era usada antigamente pelos índios norte-americanos para tratar infecções urinárias, tem em sua composição uma substância ativa, a proantocianidina A, que tem o efeito de inibir a adesão bacteriana à mucosa do trato urinário.

Mas, apesar de todas as precauções os sintomas podem aparecer, dor para urinar, vontade de urinar toda hora, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga. Nesses casos, é imprescindível que procure seu médico.

Posts recentes

Ver tudo